Bolsa Família 2019

Nosso país, nos últimos 10 anos, passou por profundas mudanças sociais, nas quais mais de 20 milhões de brasileiros ascenderam da faixa de renda da pobreza para a classe média. Essa mudança foi resultado de várias alterações gradativas no Governo Federal, como a política de reajuste dos salários mínimos acima da inflação, melhoria do acesso à educação e a distribuição do PIS, maior participação do mercado de emprego formal, mas o maior responsável por essa revolução silenciosa foi, sem dúvida, o Programa Bolsa Família. Essa iniciativa de participação e distribuição de renda deu condições para milhões de famílias brasileiras de ter acesso a bens de consumo, educação e muito mais. Porém, o Bolsa Família 2019 pode sofrer algumas mudanças, em decorrência da atual conjuntura do País. Confira a seguir para entender mais do assunto.

Calendário Bolsa Família 2019

As datas de pagamento do calendário do Programa já foram definidas, e estão disponíveis para consulta no calendário abaixo. O calendário de pagamentos é divulgado anualmente pelo Portal Brasil, pela Caixa Econômica Federal e pelo Ministério do Desenvolvimento Social – MDS.

Calendário Bolsa Família 2017

Calendário Bolsa Família 2017

As datas de pagamento do Programa são sempre divididas para evitar que ocorram muitas filas e tumultos nas agências da Caixa Econômica Federal. Os saques dos benefícios podem ser feitos até 90 dias depois da data de pagamento do benefício, se esse prazo for excedido, a família perde aquela parcela do benefício.

Quem tem direito ao Bolsa Família 2019

Como já sabemos, o Bolsa Família é voltado para as famílias que estão em situação de pobreza ou de extrema pobreza. Isso é determinado pelo Governo de acordo com o valor mensal que cada família recebe, por exemplo:

  • Se o grupo familiar receber até R$ 85,00 por pessoa, a família tem o direito a receber o benefício na classificação de pobreza extrema, ganhando além do benefícios um extra no valor de R$ 85,00;
  • Se o grupo familiar receber entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa, a família também tem direito a receber o benefício, na classificação de pobreza, pagando determinado valor por criança e jovem cadastrado;
  • Se o grupo familiar receber acima de R$ 170,00, não será disponibilizado o Bolsa Família.

Além dos requisitos acima, o grupo familiar que tiver em situação de pobreza e possuir gestantes e crianças e adolescentes com idade entre 0 e 17 anos tem direito a receber o benefício.

Valor do Bolsa Família 2019

O valor do Bolsa Família é diferente para cada grupo familiar, isso depende de cada situação, basicamente os valores são os seguintes:

  • Benefício Básico: destinado as famílias de extrema pobreza que recebem valor inferior a R$ 85,00 por mês, as mesmas recebem R$ 85,00.
  • Benefício Variável: destinado as famílias que possuem filhos entre 0 e 15 anos matriculados na escola. Nesse caso é disponibilizado R$ 39,00 e é possível que sejam cadastrados até 5 filhos ou dependentes;
  • Benefício Variável Jovem: destinado ao grupo familiar que possui jovens entre 16 e 17 anos de idade que estejam estudando regularmente. Nesse caso é disponibilizado R$ 46,00 e é possível que sejam cadastrados até 2 filhos ou dependentes.

Pagamento Bolsa Família

O pagamento do benefício deve ser conferido no Calendário do Bolsa Família 2019, que é organizado de acordo com o último número do seu NIS. Para realizar o saque do valor você deve ir até uma agência da Caixa ou Casa Lotérica com sua carteira de trabalho ou com o cartão Bolsa Família.

Cortes no Bolsa Família 2019

O maior medo de toda a família que seja beneficiada pelo programa é perder o seu benefício cm a atual crise e corte de gastos do Governo Federal. Essa é uma possibilidade real, já que o orçamento do Programa pode sofrer um corte de gastos de até R$ 10 bilhões de reais para o calendário de 2019. Essa é a decisão de vários Economistas do Governo Federal, embora ainda não haja confirmação definitiva sobre essa matéria.

Segundo o ministro da Fazenda, o Corte no orçamento do programa não deverá afetar as famílias que realmente precisam. Ainda segundo o ministro, existe muita fraude no Bolsa família, portanto se a fiscalização for aumentada, os benefícios concedidos terão de ser revisados constantemente para evitar o gasto com pessoas que não precisam.

Maior Fiscalização do Programa

Independentemente da decisão da equipe econômica do Governo Federal sobre o corte da verba do programa, é tido como certo que o nível de fiscalização do programa deve crescer no próximo ano. As famílias que recebem o benefício terão que manter um controle maior nos seguintes itens:

  • No caso de mudança, ou alteração de endereço, a família precisa comunicar à secretaria de assistência social – ou órgão equivalente, que tenha concedido o benefício – a mudança de endereço. No caso de revisão de benefício, e a família não se encontrar no endereço indicado no cadastro, o benefício pode ser cortado;
  • É fundamental que as famílias com crianças cadastradas no Programa mantenham controle sobre a participação escolar das crianças. A frequência escolar é um dos requisitos importantes para continuar recebendo o benefício;
  • Aumento ou diminuição do número de pessoas nas famílias (nascimentos, mortes ou até mudança de endereço) precisam também ser comunicados. Caso um benefício seja revisado com informações incompatíveis com as do cadastro, o beneficiário será bloqueado;
  • As informações de renda e emprego também precisam estar em dia – atualizar o cadastro sempre que um membro do grupo familiar perder o emprego, ou começar em nova função.
Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votes, average: 4,60 out of 5)
Loading...

Deixe seu comentário!

Os comentários estão desativados.