Calendário PIS 2019

Todo ano, milhões de trabalhadores brasileiros são beneficiados pelo abono salarial, também conhecido como PIS, no caso dos trabalhadores de empresas privadas, e PASEP no caso de empresas públicas. Essa remuneração extra é distribuída aos trabalhadores em diferentes datas durante ano, definidas pelo calendário PIS 2019. Na prática, o PIS 2019 é um décimo quarto salário para o trabalhador, é uma remuneração extra distribuída pelo governo no valor de até um salário mínimo ao trabalhador brasileiro que no ano anterior tenha sido remunerado com até 2 salários mínimos por mês em média.

Para se ter direito ao PIS 2019, o trabalhador precisa ter trabalhado no mínimo 30 dias consecutivos no ano anterior formalmente em empresa que esteja em dia com a declarações com o ministério do trabalho. Tendo se enquadrado nessas condições, o trabalhador receberá o benefício de acordo com a Tabela PIS 2019, divulgada pelo Ministério do Trabalho. O PIS é financiado por diversas taxações impostas pelo governo às empresa, principalmente o PIS/COFINS.

Calendário PIS 2019

A tabela do calendário PIS 2019 é divulgada pelo Ministério do Trabalho e pode ser consultada na página oficial do órgão ou mesmo no endereço eletrônico da Caixa Econômica Federal. Para sua maior comodidade, você pode fazer a consulta pis 2019 logo abaixo no calendário PIS 2019 de pagamentos.

Tabela PIS 2018/2019 Atualizada

Atenção: A tabela do PIS para o período de 2019 ainda não foi divulgada pelo Governo Federal. Aguarde o lançamento oficial do documento pela Caixa Econômica Federal, que deve ocorrer em julho.

Tabela PIS 2016/2017 Atualizada

TABELA PIS 2016/2017 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (ATUALIZADA)
Calendário de pagamento do PIS 2019 para agências da Caixa:
Aniversário
Pode Sacar em: Até:
Julho 28/07/2016 30/06/2017
Agosto 18/08/2016 30/06/2017
Setembro 15/09/2016 30/06/2017
Outubro 14/10/2016 30/06/2017
Novembro 21/11/2016 30/06/2017
Dezembro 15/12/2016 30/06/2017
Janeiro e Fevereiro 19/01/2017 30/06/2017
Março e Abril 16/02/2017 30/06/2017
Maio e Junho 16/03/2017 30/06/2017
Confira mais em: www.pis2015.net.br

Tabela PIS 2015-2016

Calendário do PIS 2015/2016
Mês de nascimento Recebe a partir de Recebe até
Julho 22/07/2015 30/06/2016
Agosto 20/08/2015
Setembro 17/09/2015
Outubro 15/10/2015
Novembro 19/11/2015
Dezembro 17/12/2015
Janeiro 14/01/2016
Fevereiro 14/01/2016
Março 16/02/2016
Abril 16/02/2016
Maio 17/03/2016
Junho 17/03/2016

Tabela PIS 2014-2015

Calendário do PIS 2014/2015
Mês de nascimento Recebe a partir de Recebe até
Julho 15/07/2014 30/06/2015
Agosto 22/07/2014
Setembro 31/07/2014
Outubro 14/08/2014
Novembro 31/07/2014
Dezembro 28/08/2014
Janeiro 16/09/2014
Fevereiro 23/09/2014
Março 30/09/2014
Abril 14/10/2014
Maio 21/10/2014
Junho 31/10/2014

Nova tabela do PIS 2019 atualizada

Nova tabela atualizada do PIS 2015-2016

Nova tabela atualizada do PIS 2016-2017

Os pagamentos iniciam, em geral, no mês de Julho em cada ano, e variam de acordo com com a data de nascimento do beneficiário. O encerramento do pagamento ocorre em Maio ou Junho do ano seguinte, e a partir do encerramento do período de pagamentos, quem não tiver feito o saque do abono salarial 2019 até a data limite perderá o valor do recurso, que volta para a Fundação de Amparo ao Trabalhador.

Pagamento do PIS 2019

Para receber o pagamento do PIS 2019, é necessário comparecer a uma agência da Caixa ou posto autorizado da mesma, como lotéricas, tendo em posse o cartão do cidadão e um documento de identidade válido com foto, que pode ser Carteira de Motorista, RG ou mesmo a Carteira de Trabalho.

O valor do recurso a sacar, para quem tiver direito ao benefício em 2016 será de R$ 880,00, ou seja, o equivalente a um salário mínimo no ano anterior. Em 2016, o valor será pago a quem tenha trabalhado pelo menos 30 dias consecutivos com carteira assinada para empresa regularizada pelo Ministério do Trabalho, mas para o PIS, a regra vai mudar, segundo anúncio do governo Federal.

Confira a tabela dos valores do PIS (utilizando o salário mínimo de R$ 937,00):

Meses trabalhados (dias) Valor Abono
1 (30 a 44) R$ 79,00
2 (45 a 74) R$ 157,00
3 (75 a 104) R$ 235,00
4 (105 a 134) R$ 313,00
5 (135 a 164) R$ 391,00
6 (165 a 194) R$ 469,00
7 (195 a 224) R$ 547,00
8 (225 a 254) R$ 625,00
9 (255 a 284) R$ 703,00
10 (285 a 314) R$ 781,00
11 (315 a 344) R$ 859,00
12 (345 a 365) R$ 937,00
cartão do cidadão, usado para realizar o saque do abono salarial conforme a tabela PIS

cartão do cidadão, usado para realizar o saque do abono salarial conforme a tabela PIS

Novas Regras

Para o próximo ano, será necessário que o trabalhador tenha trabalhado no mínimo 6 meses do ano de 2018 (180 dias), e a remuneração será proporcional ao tempo trabalhado durante o ano. Essa mudança, anunciada pelo Governo Federal busca cortar gasto com benefícios de trabalhadores que se mantenham ociosos durante a maior parte do ano que recebiam o benefício de má fé.

Seguindo o critério de proporcionalidade do abono Salarial do próximo ano, um trabalhador que tenha trabalhado durante o ano inteiro regularmente, o valor do PIS será integral, de 1 salário mínimo, mas caso tenha trabalhado por, por exemplo 6 meses, o valor será de apenas metade do valor do salário mínimo.

Extrato PIS 2019

O extrato do PIS pode ser consultado de dois jeitos, de forma presencial ou pela internet. De maneira presencial basta ir até uma agência da Caixa Econômica Federal ou em um Casa Lotérica com tais documentos:

  • CPF;
  • Cartão Cidadão – caso não tenha poderá fazer a solicitação do mesmo;
  • Documento de identificação com foto.

Se você preferir, pode consultar pela internet, sem sair do conforto da sua residência, para isso, é preciso acessar o site da Caixa Econômica Federal, procurar por “Benefícios e Programas” e clicar na opção “PIS”.

Para ter acesso ao extrato você precisará informar o número do seu PIS e a senha da internet. Caso não possua a senha é preciso clicar em “Cadastrar Senha” e pronto, assim você cria a sua e tem acesso.

Quem tem Direito ao PIS

Tem direito a receber o Abono Salarial PIS os trabalhadores de empresas privadas, os quais devem se enquadrar nas seguintes condições estabelecidas pela Previdência Social e pelo Ministério do Trabalho:

  • Quem trabalhou no ano anterior por no mínimo 30 dias de carteira assinada;
  • Ter trabalhado com carteira assinada por empresa (pessoa jurídica) da iniciativa privada – ou seja, empregas domésticas não estão inclusas;
  • Precisam ter 5 anos completos ou mais cadastrados no PIS para ter direito ao benefício;
  • Durante o período trabalhado, a média salarial não pode ter ultrapassado a renda mensal de 2 salários mínimos do ano corrente.

Quem não tem direito ao PIS

Assim como existem diversos cidadãos que recebem o PIS, existe uma outra parte que não tem direito ao benefício. O PIS é destinado aos trabalhadores de baixa renda empregados em regime CLT. Abaixo você pode conferir quais trabalhadores não podem receber o PIS:

  • Trabalhadores com renda superior a dois salários mínimo ao mês;
  • Diretores ou sócios de empresa sem vínculo empregatício;
  • Trabalhadores rurais com empregador pessoa física;
  • Servidores e trabalhadores do setor público –  A essa categoria é reservado outro benefício (PASEP);
  • Trabalhadores domésticos com empregador pessoa física;
  • Trabalhadores autônomos ou avulsos;
  • Trabalhadores informais – sem carteira assinada.

Aplicativo Caixa Trabalhador

Se você deseja ter mais informações sobre o seu PIS ou outros programas sociais, como por exemplo o Seguro Desemprego, ou ainda consultar o calendário de pagamento entre outras coisas, baixe o aplicativo Caixa Trabalhador, o qual te oferecerá tudo isso com apenas poucos toques.

Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (31 votes, average: 4,61 out of 5)
Loading...

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *